Quem sou eu

Esse blog foi criado com intuito de aprofundar o conhecimento sobre a Arte Francesa. Os responsáveis por esse blog são os alunos do 1º ano B do Instituto Francisco de Assis, coordenados pelo professor Orley Silva.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Influências da Missão Artística Francesa


No século XIX, a família Real portuguesa chega ao Brasil, fugindo de conflitos na Europa.
E com eles, mais de 15 mil pessoas desembarcam na Bahia e transferem-se para o Rio de Janeiro pouco tempo depois. E nessa cidade, foi feita uma série de reformas administrativas, sócio-econômicas e culturais, para adaptá-la às necessidades dos nobres.
A partir de então, o Brasil passa a sofrer a influência da cultura européia. Tal tendência se firma com a chegada da Missão Artística Francesa, oito anos depois.

A Missão Artística chegou ao Brasil em 1816, chefiada por Joachim Lebreton, com participação de outros artistas, entre eles, Jean Baptiste Debret. Esse grupo de artistas teve a
missão de fundar uma escola de artes no Brasil e impulsionar o ensino da arte numa época ainda marcada pelo barroco, tendo como modelo o neoclassicismo.
A escola foi fundada em 1816, se chamando inicialmente Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios. Após várias trocas de nome, em 1826 se tornou a Imperial Academia e Escola de Belas Artes.

A Missão Artística Francesa inaugurou a Academia de Belas Artes em novembro de 1826, e Manuel de Araújo Porto Alegre, um gaúcho, foi um de seus primeiros alunos. Quase trinta anos após sua matrícula na Academia, Manuel foi seu diretor.

Além de Manuel, destacam-se outros dois artistas: Augusto Muller e Agostinho José da Mota, considerados os dois mais talentosos alunos da Academia de Belas Artes.


Artistas Independentes da Missão Artística Francesa:

  • Claude Joseph Barandier- França
  • Thomas Ender - Austria
  • Johann-Moritz Rugendas - Alemanha




Postado por: Bruna Anselmo Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário